7 Formas de Identificar uma Scan Falsa da CoroCoro


Em época de lançamento de jogos (seja ele uma nova geração ou um remake), a internet é bombardeada de supostas scans da CoroCoro (tentando) enganar alguns fãs (mas o que é CoroCoro?). Por exemplo, na empolgação de ver uma nova eeveelution, algumas pessoas acabam não examinando tão bem o material, e assim, acabam achando que trata-se da verdadeira revista e a divulgam nas redes sociais, e mais pessoas acabam acreditando por não estarem acostuamdos com alguns detalhes. Para tentar solucionar esse problema que deixa muitas pessoas frustradas ao saber que não trata-se de uma página da CoroCoro verdadeira, decidimos fazer um guia para ajudá-lo(a) a identificar quando uma Scan é ou não fake. Vamos lá:

1. Que dia a scan "vazou" na internet?


A CoroCoro lança todos os meses no dia 15. Os leaks normalmente começam a partir do dia 10 e seguem até o dia 15. Às vezes eles vem antes do dia 10, mas é bem difícil. Até mesmo no dia 10 é difícil de ocorrer. Elas normalmente caem na internet no dia 12, mas os sites entram no "alerta mensal" a partir do dia 9 ou 10 de cada mês. Já houveram casos em que a revista vazou no dia 7, como no mês passado (Agosto de 2017), mas é bastante raro isso acontecer.

2. A fonte/tipografia usada pode entregar a fake!


Normalmente as pessoas que se arriscam em simular revistas acabam usando fontes nativas do Windows, que são bem diferentes das usadas na CoroCoro de verdade. Fontes finas demais são sinônimos de fake! As fontes de CoroCoro normalmente são fontes mais "personalizadas", ou seja, elas podem ser mais grossas e arredondadas (fazendo jus ao nome da revista), possuir diversos efeitos, etc. A fonte "padrão" entrega a veracidade da scan: fake!

3. Traços da Ilustração


Como qualquer coisa que utilize o design em seu produto sabe que é preciso manter sempre uma identidade visual. Em Pokémon não seria diferente. Apesar das ilustrações irem sofrendo alterações com o tempo (por exemplo, se você comparar o persoangem Gold de Pokémon Gold/Silver com o Sun do Pokémon Sun/Moon, verá bastante diferença nos traços), normalmente não  é algo tão repentino, pois os fãs acabariam não reconhecendo a identidade visual usada nos jogos. Na imagem que trouxe para ilustrar este tópico, é possível ver que os traços dos personagens são muito diferentes. Ambas as scans são para Pokémon Sun & Moon, porém, a da esquerda (fake) é bastante diferente do que estamos acostumados.

Na scan fake também é possível notar a questão do texto: fontes muito simples foram usadas, diferente das fontes da CoroCoro.

4. Pintura das Ilustrações


Assim como os funcionários da Game Freak conseguem manter um traço mesmo dos Pokémon de gerações diferentes, a pintura deles também se mantém. O estilo de pintura do Ken Sugimori é conhecidíssimo entre os fãs, e os Fakemon tentam imitá-lo. Alguns ficam muito semelhantes, já outros, nem tanto. É bom sempre analisar se as cores e a forma como foram coloridos é semelhante às artworks originais dos jogos. No exemplo acima, também podemos observar que o Pokémon roxo da scan fake possui um traço diferente das ilustrações originais.

5. Cor e/ou Imagens de Fundo da página


O fundo da CoroCoro normalmente são cores sólidas em tons escuros, e só às vezes usa de fato uma ilustração no lugar da cor sólida. As scans criadas por fãs são quase sempre possuem o fundo claro, ou temos sempre a impressão de que está faltando algo. Se você comprar com uma imagem da CoroCoro real, verá a diferença! Normalmente o fundo da scan verdadeira quase não se vê, pois quase sempre há muita informação, muito texto.

(A pintura Lillie está completamente diferente das ilustrações oficiais de Pokémon!)

6. Qualidade da Scan


Se você ver uma Scan com alta qualidade, fique com o pé atrás. Dificilmente a CoroCoro vaza com uma qualidade impecável, normalmente só temos as páginas com alta qualidade após o lançamento da revista no Japão, ou depois de alguns dias após o lançamento. Por ser uma informação vazada (ou seja, algo que está sendo divulgado sem permissão), elas possuem baixa qualidade. Entretanto, a maioria das scans fakes seguem o padrão da CoroCoro (foto da página impressa, baixa qualidade), então cheque com atenção os pontos anteriores para ter certeza!

7. Compare com uma Scan real!


Se estiver com dúvida, basta comparar com uma scan "oficial". Se for bastante parecida, pode ser que seja real, se não for, pode descartar a possibilidade de ser um vazamento da revista de verdade.

Mesmo assim continuo na dúvida... E agora?

Checou todas as dicas e mesmo assim ficou na dúvida ou quer apenas ter certeza? Manda pra gente que te responderemos! Pode enviar pelo FacebookInstagram e/ou Twitter! Tiraremos todas as suas dúvidas!

Acha que ficou faltando uma outra forma de identificar uma scan fake? Comenta aí!
E se você gostou, compartilhe com os seus amigos! Assim menos pessoas se atrapalharão e saberão quando uma página vazada é falsa ou não! 😃
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comment

1 comments:

  1. Hum... Não, realmente não tem como saber se é fake ou real... Só se for muito óbvio. Li toda a matéria mas ainda acho que certas fakes são MUITO fiéis às revistar originais.

    ResponderExcluir